Tem alguma coisa errada com meu planejamento financeiro!

PostsFacebooDiogo_Semana1_05-2016_01-5

Primeiro é preciso desvendar o significado de planejamento, porque toda vez que uso essa palavra sinto como se fosse algo distante das pessoas, algo que só empresa deveria fazer.

Planejamento é um serviço de preparação de um trabalho, de uma tarefa, de forma antecipada, ou seja, se vai comprar um carro por exemplo, se planejar, significa saber quais são as despesas que o carro vai te dar além do preço pago por ele, à vista ou financiado, e se você tem condição de arcar com todas as despesas antes de comprar o carro.

Tem muita gente tentando se organizar financeiramente, mas parece que a “coisa” não anda. Tentar entender o que está dando errado pode ser o início de uma caminhada positiva para alcançar o sucesso financeiro. Eu sei que não é fácil. É preciso muita disciplina, organização e determinação para alcançarmos resultados satisfatórios.

Pode parecer repetitivo, porque sempre falo isso aqui, mas ainda tem muita gente que não consegue acompanhar de perto e planejar seu orçamento pessoal, muitos não sabem o quanto entra e sai todo mês. Você precisa se organizar. E caso já esteja fazendo isso, é importante dar atenção aos detalhes para você não acabar “nadando, nadando e nadando para morrer na praia”. Ou seja, se chega o final do mês e você não conseguiu quitar suas dívidas, muito menos poupar grana: alguma coisa está errada.

Anote todas as entradas e despesas! Você vai perceber que coisas pequenas, no montante final, tiram do seu planejamento um valor gigantesco (e muitas vezes passa batido).

Muitos se planejam com o que ganham e não com o que pretendem gastar. Essa pode ser sua falha. Aí, você até queria poupar uma parte do seu salário, mas não sobra nada. Não é assim?

Tente reservar uma parte do dinheiro antes de começar o mês, quem sabe você deve tratá-la como uma despesa mensal que deve ser honrada. Essa pode ser uma forma de conseguir evitar gastos supérfluos. Com o dinheiro separado, quite suas dívidas e administre o que sobrar.

Estabeleça metas menores, a princípio, para que com resultados, você se sinta motivado a continuar poupando e alcance no futuro metas maiores.

Se você ainda não aprendeu a usar o cartão de crédito, seja radical e elimine-o da sua vida. Não use-o como desculpa para pequenos deslizes. Isso reflete diretamente no seu sucesso financeiro mensal. E aprenda a viver com o que você tem hoje.

Leve a sério seu planejamento. Seja criterioso, atento. Não deixe passar nenhum detalhe. Refaça o que precisar ser refeito e não desista. Você irá colher os frutos da sua organização e disciplina. Eu garanto!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.