Renegociar um financiamento

PostsFacebooDiogo_Semana1_04-2016_01-4

Ter um carro ou uma casa própria ainda é o sonho de muita gente. Mas nem todo mundo consegue adquirir um bem pagando à vista. Com tantas facilidades para se obter um empréstimo ou crédito pessoal, muitas pessoas acabam passando dos limites e comprando o que não podem e ficam devendo depois. Muitos financiam o sonho de um carro por exemplo, e acabam esquecendo que com ele, outras despesas veem juntas – como combustível, seguro, dentre outras várias despesas que sabemos serem altas. O financiamento pode até ser uma boa opção em alguns casos, mas acaba deixando a maioria, que não se planeja, no vermelho.  E por isso, o índice de inadimplência no Brasil está cada vez mais alto, principalmente em relação ao financiamento de veículos.

Mas você sabia que é possível renegociar essa dívida? É fundamental que você perceba e aceite quando a situação não está indo tão bem e procure uma solução. E diferente do que muitos pensam, não espere acumular muitas parcelas vencidas para então procurar uma solução. A partir do momento que você entender que terá dificuldades para arcar com os boletos futuros, solicite a renegociação. Quanto menor a dívida, melhor. Você tem algumas opções:

–  pedir reescalonamento das parcelas, que nada mais é do que refinanciar o saldo devedor em um prazo mais extenso. Sendo assim, você ganha na redução do valor de cada parcela, o que facilita, em teoria, o pagamento dentro do prazo.

– fazer a troca por um novo financiamento para um carro de valor menor. Esse tipo de transação é chamada de transferência do gravame de um mesmo contrato;

– renegociar trocando de banco, ou seja, fazendo uma portabilidade de crédito para conseguir juros mais baixos que o financiamento atual.

-e não se esqueça de levar em mãos os documentos que comprovem sua situação de dificuldade no momento, eles podem te ajudar durante o processo de renegociação.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.