Financiamento X Consórcio de imóvel

PostsFacebooDiogo_Semana1_08-2016_01-4

A melhor opção é financiamento ou um consórcio de imóvel? Quem conseguiu chegar até aqui poupando, tem grandes chances de aproveitar melhor as oportunidades.  Pesquisas mostram uma queda considerável no valor dos imóveis, quem pode comprar à vista, acaba se beneficiando ainda mais. Para quem ainda não pode, fica a dúvida sobre qual a melhor maneira de adquirir um imóvel.

Não posso deixar de dizer que seja qual for sua opção, o planejamento é fundamental. Você precisa incluir os gastos que terá com um imóvel no seu orçamento.  Dito isso, vamos lá!

A maioria dos especialistas defende o consórcio como uma modalidade mais interessante, considerando que no financiamento existem taxas de juros. Sem contar que como os preços estão mais estabilizados, o consumidor não corre muitos riscos de ter o valor contratado defasado.  Antes ele correria o risco de não poder comprar um imóvel que gostaria por causa da elevação dos preços.  Outra vantagem além da ausência de juros é poder contar com o saldo do FGTS para oferecer um lance maior no consórcio e a possibilidade de usar parte do crédito para pagar despesas como registros no cartório, tributos, dentre outros.  Vale ressaltar que o consórcio é indicado para aqueles que não precisam do imóvel de imediato. Entre as desvantagens está o fato de você só conseguir o resgate muitos meses e até mesmo anos depois. É uma modalidade boa também para quem não consegue poupar e acaba sendo forçado a fazer através do consórcio. É o tipo de situação que precisa ser analisada em conjunto com o perfil de quem vai comprar.

Se você optar pelo consórcio, escolha uma administradora recomendada pelo Banco Central do Brasil. Leia o contrato e peça orientação para uma avaliação mais precisa do contrato.

Um comparativo feito pelo Portal Uol propôs a compra de um imóvel de R$ 500 mil. Para os cálculos, considerando um custo de financiamento de 11% ao ano.  Os custos do consórcio foram taxa de administração de 17% (dividida pelo prazo total do consórcio), fundo de reserva de 1% (também considerado o prazo integral do consórcio) e correção pelo INCC de 5% ao ano. Valores abalizados pela ABAC – Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio.

A conclusão é que o consórcio sai mais barato do que o financiamento pelo SAC e pela tabela price. O financiamento pelo SAC tem um custo adicional de R$ 47.536,73 (6,41% mais caro do que o consórcio). Já o financiamento pela tabela price custa R$ 65.499,31 (8,83% mais caro do que o consórcio).

O financiamento é a opção para quem precisa de um imóvel de imediato e não pode ficar à “mercê” do consórcio. Mas como eu disse, o ideal mesmo é juntar dinheiro para comprar à vista, fazendo assim você fica livre dos juros do financiamento ou da taxa de administração no caso do consórcio, além de poder negociar um desconto.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.