Despesas fixas X variáveis

PostsFacebooDiogo_Semana4_03-2016_01-4

 

Você já deve ter reparado ao fazer um planejamento que existem despesas fixas, ou seja, todo mês você tem que pagar. E existem gastos variáveis, aqueles que muitas vezes a gente esquece de contar, mas eles existem e acabam sendo maiores do que a gente esperava, não é assim com você também? Acontece que não “prevê-los” pode acabar nos levando pro vermelho

Minha dica de hoje é: entenda o que são e quais são suas despesas fixas – aquelas que ocorrem todo mês ou toda semana. Algumas até variam de valores, mas sempre estão presentes e precisam ser quitadas com alguma periodicidade, como por exemplo, contas de água, luz, aluguel, gastos com gasolina, salão de beleza, pagamento de funcionários, entre outros.

E considere suas despesas variáveis – aqueles gastos que a maioria de nós se esquece de anotar, mas de pouquinho em pouquinho vira um montante de dinheiro no final do mês, como por exemplo, estacionamento de shopping, lanches fora de casa, remédios (que não são de uso controlado ou frequente), por exemplo. Esses gastos precisam ser considerados e previstos. Ainda que você não saiba ao certo o que irá fazer com o dinheiro, você precisa deixar uma reserva para esses “detalhes” que aparecem ao longo do mês e que não são tão previsíveis quanto as contas fixas.

Anote tudo em sua planilha e defina os valores que serão destinados para custear seus gastos. Não gaste mais do que você planejou para aquele mês. Parece óbvio, mas ainda tem muita gente que não segue essa regrinha e acaba ficando no vermelho.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.