Aplicar dinheiro por meio de corretoras pode ser uma boa opção!

IMG_0993

Hoje, as corretoras são uma plataforma aberta onde o cliente pode comprar os mesmos produtos oferecidos pelos bancos, porém com taxas melhores. As taxas que as corretoras apresentam são melhores por terem o foco em investimento. Sabemos que o foco do banco está no crédito. Podemos citar alguns produtos que a corretora possui: Operações estruturadas, Letra financeira, Letra de Cambio, Debentures, Opções exóticas, CRI, CRA, e diversos fundos de investimentos que o banco não possui. O banco só possui os fundos que ele administra, enquanto as corretoras oferecem aos seus clientes fundos de investimentos de diversas instituições financeiras. É válido lembrar que todos os produtos que o cliente tem em custodia em uma corretora esta na verdade em companhias de liquidação. O cliente não precisa ter medo de investir o seu dinheiro em corretoras. Se o cliente investir em ações, as mesmas ficam custodiadas na CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custodia), essa hoje com mais de 2 trilhões de reais em seu poder. Se o cliente colocar o seu dinheiro na corretora em uma LCI, LCA ou CDB ele esta garantido pelo FGC (fundo garantidor de crédito) em ate R$250.000,00 reais por instituição financeira e CPF, que está seguro.

Se você quer investir na Bolsa de Valores, o primeiro passo deve ser entender o que são corretoras de ações e abrir uma conta. É através dela que você, enquanto investidor, tem acesso ao mercado de ações.

A definição básica de uma corretora de valores é uma pessoa jurídica auxiliar do Sistema Financeiro Nacional que intermedia a compra e venda de títulos financeiros para seus clientes. Sua constituição depende de autorização do BACEN e o exercício de sua atividade depende de autorização do CVM.

Sua função mais conhecida é a atuação na Bolsa de valores. No Brasil, é obrigatório ter uma conta em alguma corretora autorizada para operar na Bolsa, por questões de segurança não se pode operar diretamente. Ter conta em uma dessas instituições é essencial para ter acesso à Bovespa e realizar seus investimentos.

Algumas corretoras cobram uma taxa pela custódia dos títulos, mas essa cobrança não é obrigatória. Além disso, existe a taxa de corretagem que é um valor pago por operação, que pode ser um percentual do valor da transação, um valor fixo por operação ou até mesmo uma quantia fixa mensal.

Suas funções centrais passam por: Promover ou participar de lançamento público das ações; Fazer a administração e a custódia das carteiras de títulos e valores mobiliários; Organização e administração dos fundos e clubes de investimentos; Operar em bolsas de mercadorias e futuros, por conta própria e de terceiros; Operações de compra e venda de metais preciosos e moedas estrangeiras, por conta própria e de terceiros; e Prestação de serviços de assessoria técnica em operações inerentes ao mercado financeiro.

Existem duas formas de se investir através de uma corretora:

  1. Mesa de operações: no qual o investidor deve enviar suas ordens através do telefone;
  2. Home Broker: em que o investidor envia suas ordens através da internet.

O processo é muito rápido e fácil. Em um dia você realiza o cadastro e no outro você já pode investir. O que você precisa é escolher com atenção quem intermediará seus investimentos em ações. Considere o preço da corretagem uma vez que esse valor influencia seus resultados na bolsa. Se possível, opte por um valor definido e não por um percentual do seu dinheiro.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.