Como investir em ações

A bolsa de valores mostra resultados muito bons em longo prazo. Mas, por ser considerado um investimento de alto risco, muitas pessoas deixam de investir na bolsa. O que precisamos considerar é que o risco está associado ao prazo.

Mas vamos lá. As ações, geralmente, variam de preço, à medida que as expectativas mudam. Quando há uma grande procura por ações, a tendência é a sua valorização. Quando o movimento é inverso e muitos investidores vendem suas ações, o preço cai. É a chamada lei da oferta e da procura, assim como acontece com o próprio dólar.

Para quem não ainda não entende muito sobre o assunto, um conceito básico: Uma ação representa a menor parcela em que se divide o capital de uma empresa. Em outras palavras, é como se a empresa fosse dividida em pedaços e cada um pode ter uma parte dela.

Como sócio, você tem direito a participar dos lucros e ganhar dinheiro. Mas se a empresa tiver dificuldades financeiras, como prejuízo por exemplo, , a expectativa é de que seu lucro diminua ou mesmo que você não receba nada – e isso resulta na queda e na desvalorização do preço da ação também.

As ações de uma empresa S.A. podem ser negociadas a qualquer tempo em bolsas de valores ou no mercado de balcão. O acionista pode vendê-las, obtendo de volta o dinheiro correspondente ao valor de sua cotação naquele dia, obviamente, havendo liquidez (gente querendo comprar).

Tem ainda quem ache que só ricos podem investir na bolsa. Precisamos mudar essa mentalidade. Com tantas informações disponíveis hoje, falar sobre ações não é um problema. É possível se informar sobre este investimento de maneira rápida, segura e eficaz.

No site da BM&FBovespa (www.bmfbovespa.com.br), por exemplo, é possível encontrar as cotações diariárias, tanto do Ibovespa como das ações das esmpresas negociadas no dia.

Lembre-se, você é o senhor do seu dinheiro. Use-o a seu favor e viva os benefícios de uma vida financeira saudável.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.